Executive Digest – Nº 131 Fevereiro (2017)

A revista que fala sobre as tendências internacionais de gestão, que é já indispensável para o dia-a-dia dos negócios.

Executive_Digest_Nº_131

Revista Executive_Digest_Nº_131 de Fevereiro 2017

NO MUNDO EMPRESARIAL ACTUAL, A INOVAÇÃO ABERTA OU CO-INOVAÇÃO ENTRE ORGANIZAÇÕES, INDEPENDENTEMENTE DA SUA DIMENSÃO E LOCALIZAÇÃO, É UM FACTOR CRÍTICO DE SUCESSO PARA OS NEGÓCIOS.

 

COMO VAI SER ANDAR DE CARRO NO FUTURO?

As crianças que hoje têm cinco anos alguma vez chegarão a guiar um carro?

Daqui a 13 anos, quando fizerem 18, ainda haverá carta de condução?

Os carros autodirigidos estarão omnipresentes em 2032?

A PROBABILIDADE DE ISTO ACONTECER ASSIM É MUITO GRANDE, mas é provável que ainda haja, durante algum período transitório, algumas pessoas que prefiram ter carta e guiar um carro; e é também provável que essas pessoas possam ser olhadas de forma estranha por todos aqueles que dirão ser mais seguro afastar os seres humanos da condução automóvel e entregar o assunto a máquinas.

O mundo à nossa volta está a mudar de forma acelerada e esta transformação no  transporte privado tem consequências na comunicação: se as pessoas não estão a guiar, podem estar a ler em dispositivos móveis. A indicação do sítio exacto onde estão pode ser aproveitada para serem impactadas com promoções em lojas próximas, sugestões de locais a visitar numa futura oportunidade, envio de menus especiais de cafés e restaurantes da vizinhança.

A deslocação em veículos privados de condução automática vai ser um dos mais relevantes pontos de contacto entre marcas e consumidores num futuro próximo. Mas há outras consequências: as companhias de seguros poderão por exemplo bonificar aquelas pessoas que escolhem percursos mais seguros; e, na eventualidade de um acidente, as câmeras das  viaturas envolvidas comunicarão directamente com as companhias de seguros e farão um relatório automático da ocorrência. Os carros auto-dirigidos serão mais uma fonte de dados sobre os nossos hábitos e registarão todos os movimentos que fizermos. os transportes de mercadorias serão também auto-dirigidos e evitarão as horas de ponta; serviços de transporte de passageiros, como a Uber, deixarão de ter motoristas e os seus veículos serão uma central de recolha de informações sobre os passageiros transportados, assim como uma montra por excelência para as marcas. Na Nova Expressão, é para este  mundo que nos estamos a preparar. Para que as marcas com que trabalhamos encontrem as pessoas com quem querem comunicar.

 

OS SEGREDOS DAS PESSOAS MAIS PRODUTIVAS

POR : Fast Company Magazine

NÃO RESPONDER A EMAILS DURANTE DIAS OU VER O TELEFONE MÓVEL COMO  VERDADEIRA EXTENSÃO DO BRAÇO, SEMPRE À MÃO. SÃO VÁRIOS E BEM DIFERENTES OS COMPORTAMENTOS E HÁBITOS DE GESTÃO DE ALGUMAS DAS PESSOAS MAIS  PRODUTIVAS, SEGUNDO A FAST COMPANY. CONHEÇA ALGUNS DE MARCO BIZZARRI, O PRESIDENTE E CEO DA GUCCI, OU DE MELINDA GATES, CO-PRESIDENTE DA BILL & MELINDA GATES FOUNDATION.

«Acredito mesmo em ter tempo para parar e pensar»

MELINDA GATES
CO-PRESIDENTE BILL & MELINDA GATES FOUNDATION

 

INTERNET OF THINGHS – “Internet Das Coisas”

Um gigante de cruzeiros saído do Minority Report?

PARA O NAVIO DO FUTURO DA CARNIVAL, A PERSONALIZAÇÃO TEM INÍCIO EM CASA, QUANDO O PASSAGEIRO ESCOLHE O QUE QUER RESERVAR.

Executive_Digest_Nº_131 1
ACOMPANHE UM OLHAR EXCLUSIVO AOS PLANOS QUE A CARNIVAL TEM EM MÃOS PARA TRANSFORMAR OS CRUZEIROS TRADICIONAIS EM ALGO QUE PARECE SAÍDO DO FILME MINORITY REPORT.

O MEDALLION CHEGA DEPOIS PELO CORREIO

Executive_Digest_Nº_131 2

No seu interior, o Medallion tem sensores de longo alcance e de proximidade, que indicam  quem é o passageiro e onde se encontra.

 

 

 

ASSEGURAR E RETER TALENTO

AS PESSOAS SÃO O PRINCIPAL FACTOR QUE FAZ A LIGAÇÃO ENTRE INOVAÇÃO,
COMPETITIVIDADE E CRESCIMENTO NAS EMPRESAS ACTUAIS. MAS ASSEGURAR
O TALENTO DE TOPO ESTÁ A TORNAR-SE UM OBJECTIVO MAIS COMPLEXO E
DIFÍCIL, COM AS EMPRESAS NORTE-AMERICANAS A CITAREM ESSE FACTOR
COMO A MAIOR AMEAÇA PARA CUMPRIR OS SEUS OBJECTIVOS.

Executive_Digest_Nº_131 3.JPGFAZER A DIFERENÇA – A NECESSIDADE DE TALENTO SUPERIOR ESTÁ A AUMENTAR E ORGANIZAÇÕES DE TODO O MUNDO RECONHECEM QUE VALE A PENA LUTAR PELOS MELHORES CANDIDATOS.

GESTÃO DE TALENTO TEM INFLUÊNCIA E IMPACTA NOS PROCESSOS MAIS TRADICIONAIS DE RECURSOS HUMANOS PORQUE IMPLICA UMA VISÃO HOLÍSTICA DA ESTRATÉGIA DE CONTRATAR, FORMAR E RETER COLABORADORES.

 

O POTENCIAL DA ERA DIGITAL

Executive_Digest_Nº_131 4
DOTAR OS COLABORADORES DE COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS, TORNANDO-OS MAIS FLEXÍVEIS E RELEVANTES, IRÁ PERMITIR POTENCIAR A FORÇA DE TRABALHO DO FUTURO.

Um novo estudo global da Accenture Strategy alerta que, num ambiente digital em rápida mudança, os CEOs devem liderar o processo de requalificação dos seus colaboradores, para estes se manterem relevantes no futuro e capazes de se adaptar à mudança.

De acordo com o estudo, Harnessing: Revolution: Creating the Future Workforce, os CEO’s devem ter a preocupação de colocar as suas pessoas em primeiro lugar e no centro do processo de mudança para criarem a força de trabalho do futuro.

 

 

 

SONAE SR COM 259 LOJAS INTERNACIONAIS

A Sonae SR conta já com 259 lojas no estrangeiro, distribuídas por 32 países europeus, africanos, asiáticos e americanos.

SÓ NO ANO PASSADO, FORAM INAUGURADOS 46 NOVOS PONTOS DE VENDA referentes às várias marcas da empresa, sendo que Espanha foi o mercado que recebeu mais inaugurações: 13 lojas Sport Zone, nove Worten e cinco Salsa. No total, as vendas internacionais da área de retalho especializado da Sonae cresceram 22% em 2016.

Destaque para a unidade Sport & Fashion, que registou um aumento de 93% do volume de negócios além-fronteiras portuguesas. A Sonae SR justifica o crescimento com a integração da Salsa e da Losan. Miguel Mota Freitas, CEO da Sonae SR, lembra que a internacionalização é central na estratégia de crescimento da Sonae SR, levando ao investimento «na expansão através de parcerias, acordos de franchising e wholesale». O responsável acrescenta, em comunicado, que «o resultado desta estratégia está a dar frutos, já que em 2016 a divisão Sports & Fashion quase duplicou a sua actividade internacional».

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s